Pular para o conteúdo principal

Passo a passo para montar um vaso freático



Vaso Freático: Neste tipo de vaso, as raízes da planta obtém a quantidade necessária de água através do pano, que funciona como um lençol freático, já que a água é sugada de baixo para cima.


Lista de Materiais:

  • Garrafas PET de 2 L ou 1,5L.
  • Tesoura.
  • Barbante.
  • Primer para plástico.
  • Tinta guache.
  • Pincel.
  • Pano velho.

Como fazer:

1º Passo

Corte as garrafas na linha inferior:



2º passo:

Aplique o primer e espere secar. Depois, pinte a garrafa da cor que desejar e aguarde a secagem.


3º passo:

Na base da garrafa (a parte menor) corte um quadrado de 1x1 cm para conseguir colocar a água pela lateral.

4º passo:

Corte um pedaço de pano de aproximadamente 10 cm e faça cortes nas laterais dos dois lados. Enrole-o e coloque no bico da garrafa.

5º passo:

Encaixe a parte maior da garrafa na menor conforme a foto: 

    

6º passo:

Faça uma rede de barbante conforme o vídeo:

7º passo:

Encaixe o vaso na rede barbante. 






Dica: ervas para tempero como tomilho e orégano são mais fáceis de serem cultivadas nesses vasos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Horta beneficiando e sendo beneficiada pela comunidade

Estimular o convívio entre as pessoas e com a natureza no ambiente urbano sob uma visão de sustentabilidade e saúde é uma boa forma de definir o objetivo da Horta. E nada mais ilustrativo do que a doação que recebemos e a que fizemos:



Rodas de chá na Horta

A Horta convida a todos para participar desses "cházinhos", em parceria com o Centro de Referência em Alimentação e Nutrição do Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza (CRNutri). Esses encontros propiciarão a degustação de chás aromáticos e terapêuticos, o compartilhamento de informações sobre plantas medicinais e um período de vivência na Horta FSP. Interessados?




Controle Biológico de Pragas: PULGÕES

Em uma horta, manter a harmonia  natural do sistema é a melhor forma de fazer o controle biológico de pragas. Existem espécies de plantas que ajudam a manter esse equilíbrio e controle natural.
Uma das pragas mais comuns nas hortas são os pulgões, pequenos insetos (cerca de 3 mm de comprimento) que se alimentam sugando a seiva das plantas e são capazes de se multiplicar com  rapidez.
Espécies como cravo de defunto, arruda, manjericão, lavanda, hortelã, entre outras com aromas fortes, ajudam a espantar os pulgões, que as detestam. Já a capuchinha atrai os pulgões para si, servindo como uma espécie de armadilha na sua horta. Essas plantas são ótimas companheiras na sua horta, contribuindo na manutenção do equilíbrio e no controle natural de infestações. Outra ótima companheira para sua horta é a joaninha, Ao contrário dos pulgões e outros insetos que se alimentam das plantas e podem ser prejudiciais para sua horta, a joaninha é uma ótima companheira para suas plantinhas. Joaninhas são…